sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Leve


Toma minhas fragilidades em teus braços fortes porque faz tempo, muito tempo... Agarra minha disponibilidade e aproveita, toma tudo isso pra si, porque uma palavra dita assim, no escuro da distância, não fere, mas apetece e cola os cacos (TEUS POBRES CACOS. ESTOU INTEIRA). Traze-me de volta à tona, à tua superfície, ao teu universo, porque tenho estado tão minha, tão solta, tão leve, que não caibo mais em tuas pequenas frestas, nem posso aceitar no alto de minha torre de amor próprio tuas parcelas de carinho. Toma, aliás, a ti mesmo, e anda rumo ao nada que escolheste porque eu, querido amor, amado amigo!!! Eu tenho estado leve, solta, entregue e feliz assim! Não tenho mais saúde pra te acolher (o que é de público, uma atrasada pena)! Mesmo assim, te surpreendas: estou como nunca, jamais, tempo algum impermeável à dor.

4 comentários:

Guará Matos disse...

Que bom você estar de volta e sensível demais. Adorei.

Bjs.
____
Ah, depois faça uma visita no bar virtual o "BLABLABLA NO TELECOTECO"/ http://blablablanotelecoteco.blogspot.com
Estou com saudades sua lá no Jornal também.
Mais beijos.

Isaac Melo disse...

Belle,

confesso também que já estava com saudades de você!
É sempre um aprendizado visitar teu blog.
Aliás, esses dias estou aqui nessa tua bela terra, BH.

Um abraço!

Wanderley Elian Lima disse...

"Olhos nos olhos, quero ver o que você faz, ao sentir que sem você eu passo bem demais".
Bjux

ErikaH Azzevedo disse...

E o tempo mostra que o que parecia implacável ele ajeita...que é nele que está toda a força do renascimento, e ele chegou pra ti né...o tempo te fez mais de si mesmo do que de qualquer outro alguém e sua vc pode ser mais inteira...

Vontade de pedir algumas amigas pra vir te ler, e com uma eu vou bem fazer isso...ela esteve como vc estava , nos ultimos tempos. Quero que ela veja o pq da estrada e a importancia do caminho que ela está a seguir.

Meu beijo a ti, com saudades.
Um beijo feliz, por entre sorrisos, por te ver agora tão bem assim...

Erikah